Organizações baseadas na fé sobre o Dia Mundial do Refugiado 2020 “Conhecer para compreender”

Crianças que vivem no JRS Safe Haven brincam e cantam durante as actividades matinais. Campo de Kakuma, Quénia. ©F.Lerneryd

Na sua mensagem para o 106º Dia Mundial do Migrante e do Refugiado , o Papa Francisco convida a todas as pessoas de fé e de boa vontade a conhecê-los e, neste ano em particular, àqueles que foram obrigados a fugir, mas não conseguiram atravessar uma fronteira internacional, os “deslocados internos” (PDI). O Papa Francisco encoraja-nos a “conhecer para compreender” – o conhecimento pessoal é um passo necessário para compreender a situação dos outros. No Dia Mundial do Refugiado de 2020, nós apoiamos de todo o coração o convite do Papa, haja vista que a situação das pessoas deslocadas internamente é uma tragédia, muitas vezes invisível, que a crise global causada pela pandemia do COVID-19 apenas exacerbou.

Actualmente, o nosso mundo conta com mais de 50,8 milhões de deslocados internos, forçados a abandonar as suas casas devido a conflitos, violência ou perseguição. Os deslocados internos vivem em situações muito difíceis, pois lutam para encontrar segurança no seu país de origem, ou não conseguem chegar e depois atravessar uma fronteira internacional para reclamar o estatuto de refugiado. Além disso, existem outros milhões de pessoas deslocadas internamente devido a catástrofes naturais. Como organizações e comunidades humanitárias, acompanhamos, servimos e envolvemos pessoas deslocadas internamente em todo o mundo e apelamos aos decisores políticos e aos profissionais para que ouçam suas necessidades e deem atenção às suas lutas.

Nesta época de COVID-19, vimos este grupo já radicalmente vulnerável correr riscos acrescidos de proteção por parte dos seus próprios governos. A profunda crise social e financeira provocada pela pandemia irá certamente fazer recuar ainda mais as preocupações dos deslocados internos para um segundo plano. Algumas das nossas organizações defendem o reforço da proteção jurídica, o acesso indiscriminado aos serviços, o respeito à dignidade e a promulgação de programas de construção de paz e de reconciliação para as pessoas deslocadas internamente. Ao colaborar com o Relator Especial da ONU sobre os direitos humanos das pessoas deslocadas internamente e com o Grupo de Proteção Global, que se reuniu por ocasião do 20º aniversário dos Princípios Orientadores sobre Deslocações Internas, e com o Painel de Alto Nível do Secretário-Geral da ONU sobre Deslocações Internas, apelamos a uma atenção renovada à situação das pessoas deslocadas internamente em todo o mundo. “É importante que as pessoas deslocadas internamente não sejam abandonadas nesta crise. Apelo aos Estados para que exerçam a sua responsabilidade soberana de as proteger com base nos Princípios Orientadores sobre Deslocações Internas e sem se desviarem da atual prestação de assistência humanitária”, afirma Cecilia Jimenez-Damary, relatora da ONU para os direitos humanos das pessoas deslocadas internamente.

A deslocação tem a ver com pessoas reais, e devemos sempre recordar que Jesus já foi um dia um deslocado. É provável que a maioria de nós tenha algum tipo de deslocação na nossa própria história familiar. Se nos relacionarmos com os atuais buscadores de refúgio no nosso meio, saberemos mais sobre a urgência da difícil situação. Abrir os olhos e as mentes nos conduzirá a uma ideia mais clara do que precisamos fazer para os ajudar.

O COVID-19 tem-nos incitado a reflectir sobre a deslocação nos nossos próprios corações e sobre as falhas dos nossos sistemas económicos e políticos. A ganância pode tão facilmente deslocar a compaixão. No fundo dos nossos corações sabemos que cuidar dos outros – não explorá-los – nos torna verdadeiramente humanos. Mantras como “eu e o meu país primeiro”, carecem de profundidade e são produtos de um pensamento mal orientado.

Nestes tempos de incerteza, o Papa Francisco exorta-nos a estarmos próximos para servir. No Dia Mundial do Refugiado de 2020, apelamos à transformação. Apelamos à abertura dos olhos e dos corações para a acção, reconhecendo, contemplando e partilhando a vida dos refugiados, das pessoas deslocadas internamente e dos migrantes. Através deles podemos ver mais claramente a verdade sobre nós mesmos, sobre as nossas sociedades e sobre a direcção que devemos seguir. Unimos as nossas vozes à voz do Papa Francisco quando ele diz: “Mas não se trata de números; trata-se de pessoas! Se as encontrarmos, chegaremos a conhecê-las. E conhecendo as suas histórias, conseguiremos compreender”.

Signatários:

Alboan

Amala Annai Capuchin Province, Northern Tamil Nadu, India

Centre for Peace and Conflict Studies, Siem Reap, Cambodia

Claretian Missionaries

Congregation de Notre Dame of Montreal

Congregations of St. Joseph

Dominicans for Justice and Peace

Dominican Leadership Conference

EcoJesuit

Entreculturas

Federazione Organismi Cristiani Servizio Internazionale Volontario (FOCSIV)

Fondazione Italiana di Solidarietà Marista Champagnat

Fondazione Proclade Internazionale-Onlus (Claretian Presence at the UN)

Fondazione Marista per la Solidarietà Internazionale (FMSI)

Global Ignatian Advocacy Network for the Right to Education (GIAN Education)

Global Ignatian Advocacy Network on Migration (GIAN Migration)

Instituto Universitario de Estudios sobre Migraciones (IUEM), Universidad Pontificia Comillas

Institute of the Blessed Virgin Mary – Loreto Generalate

International Catholic Migration Commission (ICMC)

International Presentation Association

International Union of Superiors General (UISG)

Jesuit Refugee Service (JRS)

Justice Peace Integrity of Creation (JPIC)

Maryknoll Fathers and Brothers

Maryknoll Sisters of St. Dominic

Medical Mission Sisters

Mercy International Association: Mercy Global Action

People’s Watch – India

Red Jesuita con Migrantes de Latinoamérica y el Caribe (RJM/LAC)

Religious of the Sacred Heart of Mary

Salesian Missions Inc.

Salvatorian Office for International Aid (SOFIA)

Scalabrini Missionaries

School Sisters of Notre Dame

Service of Documentation & Study on Global Mission (SEDOS)

Scalabrini International Migration Network (SIMN)

Sisters of Charity Federation

Sisters of Charity of Seton Hill Generalate

Sisters of Charity US Province

Sisters of Charity of Nazareth Western Province Leadership

Sisters of Charity of Nazareth Congregational Leadership

Sisters of Mercy Brisbane, Australia

Sisters of Notre Dame de Namur

Social Justice and Ecology Secretariat, Society of Jesus

Society of the Sacred Heart

Solidaridad y Misión de los Misioneros Claretianos de América (SOMI-MICLA).

Tamil Nadu Catholic Religious India (TNCRI)

THALIR – Casey Capuchin Holistic Welfare Centre, India

The Company of the Daughters of Charity of St. Vincent de Paul

Unanima International

Union of Superiors General (USG)

VIVAT International

World Faiths Development Dialogue

Youth Action for Transformation (YATRA)